Como cultivar o Hibiscus sabdariffa

Flor do Hibisco Sabdariffa



Hoje você vai ver como é fácil cultivar o Hibiscus Sabdariffa, a planta do famoso Chá de Hibisco!

       As sementinhas dela quem me mandou foi a amiga Camila, do Diário de uma sementeira, ela também gosta muito de plantas e nós sempre fazemos ótimas trocas! As sementes levam em torno de 10 dias para germinar e a mudinha se desenvolve com facilidade.

Cotilédones do Hibiscus Sabdariffa



       
       Ela não é muito exigente em relação à fertilidade do solo, aqui cultivei em terra bem arenosa e mesmo assim ela se desenvolveu plenamente com floração abundante na primavera. Inclusive essa é a hora em que ela precisa de mais cuidados, além de estar plantada sob sol pleno, na época da floração as regas devem ser diárias.

Cálice do Hibiscus Sabdariffa

       A foto acima é do cálice onde nasce primeiro a flor e depois que a flor seca começa a formação dos frutos com as sementes. Mas antes da cápsula de sementes ficar totalmente pronta já podemos fazer a colheita dos cálices. Do plantio à colheita são cerca de 6 meses.

Folhagem do Hibiscus Sabdariffa


    
       Vou deixar aqui o link do "Come-se", blog da Neide Rigo onde ela ensina como retirar as sementes e preparar o famoso Chá de Hibisco.


Continue lendo para saber mais sobre:


Siga o Jardinet nas redes sociais e fique por dentro das novidades com várias dicas de cultivo!

Gostou das dicas? Então compartilhe este post com seus amigos e ajude na preservação da natureza!

As flores e os frutos do inverno!

Vincas

Hoje vou mostrar algumas fotos de flores e frutos que literalmente "coloriram" o inverno aqui no jardim!

       A primeira e melhor surpresa da estação foram os morangueiros! Comecei o cultivo na primavera e eles só produziram agora no inverno. Então a minha dica é começar o cultivo no verão porque assim você economiza tempo e custo de manutenção. Se você ainda não viu o post sobre o cultivo do morangueiro vale a pena conferir clicando aqui.
Morangueiro

       O bem-te-vi sempre por aqui...

Bem-te-vi



       Essa goiabeira quase arranquei pensando que era mato rss... Em breve as dicas de cultivo!


Goiaba


       O Jasmim-manga maravilhosamente perfumado! Ele "pega" facilmente por estaquia! Você pode ver o artigo sobre a obtenção de mudas por estaquia clicando aqui.


Jasmim-manga

       

       E por último e não menos perfumadas; as rosas. Tem até um artigo especial sobre a multiplicação delas por estacas que você pode conferir clicando aqui!


Roseira feita por estaquia







      

       O inverno não foi muito rigoroso por aqui e muitas floríferas como Russélias e Grevíleas além das flores da estação continuaram alimentando o nosso belíssimo beija-flor!

Beija-flor


       
Continue lendo para saber mais sobre:


Siga o Jardinet nas redes sociais e fique por dentro das novidades com várias dicas de cultivo!

Gostou das dicas? Então compartilhe este post com seus amigos e ajude na preservação da natureza!

Como usar o chorume na adubação das plantas

Chorume, adubo líquido para as plantas
     
Lembra do artigo sobre a compostagem em garrafas pet que postei aqui no blog? Se você ainda não viu vale a pena conferir clicando aqui!

       Aquele composto vai produzir um líquido, o chorume, que é super nutritivo e pode ser usado para adubar as nossas plantas. A qualidade e a quantidade de nutrientes contidos no chorume vão estar diretamente ligados aos tipos de resíduos utilizados no processo. Quanto maior a variedade de resíduos, mais nutritivo será o chorume produzido.

Composteira em garrafa pet e chorume diluído



As quantidades para a diluição

       O chorume pode ser diluído numa proporção de 1:5 na água das regas. Então se você tem 100 ml de chorume por exemplo vai diluir em 500 ml de água.

       O fertilizante também pode ser utilizado com adubo foliar, nesse caso é bom usá-lo ainda mais diluído, na proporção de 1:10. Nesse caso, aplique com cautela em espécies que são susceptíveis ao ataque fungos. 

Com qual frequência podemos utilizar

       Nas regas, a adição pode ser semanal ou de 15 em 15 dias. Já no caso da adubação foliar use uma vez por mês e aumente gradativamente observando a reação de cada planta. Se o cultivo for em regiões onde a umidade do ar é mais elevada a cautela também deverá ser maior, tudo para evitar a proliferação de fungos nas folhas.

      
Continue lendo para saber mais sobre:


Siga o Jardinet nas redes sociais e fique por dentro das novidades com várias dicas de cultivo!

Gostou das dicas? Então compartilhe este post com seus amigos e ajude na preservação da natureza!

Compostagem doméstica em garrafa pet

Mini composteira doméstica em garrafa pet
 
Falta de espaço não é mais desculpa para quem quer reciclar o lixo orgânico e obter um composto fantástico para cultivar suas plantas!

       O processo é bem simples e leva cerca de 2 meses até que o resíduos estejam prontos para o uso. Além do composto, o líquido liberado no processo (chorume) ainda pode ser usado como fertilizante na adubação das plantas. Para ver o passo a passo do uso do chorume clique aqui.

Folhas secas para balancear o composto

       Os resíduos que utilizo na compostagem em pets são os mesmos que utilizo nas outras compostagens, a única diferença entre elas é o volume comportado pelo recipiente. Se você ainda não viu o artigo que publiquei sobre compostagem pode ver clicando aqui.

Os resíduos são os mesmos...

       Restos e cascas de frutas, verduras e legumes. Filtros e borra de café, grãos, sementes e saquinhos de chá usados. Casca de ovos, quebre-as grosseiramente para acelerar o processo de decomposição.

O que também evito ou uso pouco

       Restos de comida, por causa do sal e da gordura, e cascas de frutas cítricas como laranja e abacaxi.

O que não podemos utilizar

       Carnes, leite e derivados, alimentos gordurosos, casca de limão, papéis com tinta e serragem de madeira envernizada ou pintada. Esse tipo de resíduo, além de atrair insetos e roedores ainda prejudica as minhocas caso elas estejam no composto.

Qual a proporção ideal entre os resíduos secos e úmidos?
     
       A proporção de resíduos que você coloca na pet é que será responsável pela estabilidade do composto. Um composto estável não cheira mal e não atrai insetos. Para cada parte de material úmido você deve adicionar duas partes de material seco. Respeitar estas proporções é indispensável para o sucesso da compostagem.  

Como fazer a montagem?

       Você pode intercalar os resíduos úmidos com terra e folhas secas, sendo as folhas a última camada. Se fizer desta forma, quando o composto estiver pronto nem vai precisar adicionar mais terra para o cultivo.

A coleta do chorume

       Nessa composteira não furei a tampa da garrafa, prefiro esperar juntar um pouco do chorume e então abro a tampa e já misturo no regador com a água. Se a tampa fica furada o chorume vai sendo liberado aos poucos e se a vedação não for boa, o mau cheiro pode atrair insetos. Para ver mais dicas sobre a utilização do chorume clique aqui.

Substrato pronto para o uso



Continue lendo para saber mais sobre:


Siga o Jardinet nas redes sociais e fique por dentro das novidades com várias dicas de cultivo!

Gostou das dicas? Então compartilhe este post com seus amigos e ajude na preservação da natureza!

Como fazer mudas de morango a partir de sementes

Morango sensação


Hoje você vai aprender como é fácil germinar as sementes e obter a muda dessa frutífera maravilhosa!

       As mudas de morango feitas a partir de sementes tem o desenvolvimento mais lento do que àquelas feitas pelo processo de mergulhia. Mas até conseguirmos a primeira muda, fazer o cultivo através das sementes é a solução. Lembrando que no caso do morango silvestre a reprodução só se dá através de sementes. Você pode ver as dicas de cultivo do morango silvestre clicando aqui, e se já tem uma muda do morangueiro tradicional pode ver como é fácil multiplicá-lo por mergulhia clicando aqui.

       Se você não encontrar as sementes de saquinho, pode utilizar os morangos vendidos na feira e no supermercado para retirar as sementes. Escolha os frutos mais maduros, podem até ser aqueles que já começaram a estragar.


Separação das sementes de morango

       Lave em água corrente até retirar toda a polpa. Não é preciso deixar as sementes secarem, elas podem ser semeadas imediatamente após a retirada da polpa.

Sementes de morango


       Para o cultivo escolhi copos descartáveis de 300 ml e fiz um furo no fundo. O substrato que utilizei é próprio para germinação, ele vem com vermiculita, casca de Pinus e arroz na composição, mas você pode usar a terra que tiver disponível, só não use terra adubada com NPK.


Substrato para germinação de sementes


       As sementes, espalhei aleatoriamente, algumas mais enterradas e outras deixei por cima do substrato para fazer o teste. As que estavam levemente enterradas começaram a germinar primeiro, então esta parece ser a melhor forma.


Sementes de morango


       Depois esperei até que todo o excesso de água saísse pelo furo no fundo do copo e só então coloquei o plástico filme para servir de estufa. Esse detalhe é muito importante porque se o substrato ficar encharcado as sementes apodrecerão.

       A estufa faz com que o substrato permaneça úmido por mais tempo e cria um ambiente mais estável para a germinação. Durante toda a semana só coloquei água uma vez e mesmo assim foi só uma colherzinha para garantir. O recipiente deve ficar num local bem arejado e iluminado mas sem luz solar direta.

Estufa caseira para germinação de sementes


       Depois de uma semana as sementes que estavam levemente cobertas pelo substrato começaram a germinar. Lembrando também que semeei várias sementes no mesmo copo por ser uma experiência, mas se você for iniciar o cultivo coloque apenas 2 ou 3 sementes por cova.  Alguns dias após a germinação, faça o raleio retirando as mudas mais fracas, estas por sua vez podem ser reaproveitadas na compostagem. O raleio é importante para que não haja competição por água, luz e nutrientes entre as mudas.

Germinação de sementes de morango


       Agora é só esperar que a muda tenha pelo menos 3 conjuntos de folhas definitivas e as raízes estejam bem desenvolvidas para fazer o transplante para o local definitivo. A mudinha deve tomar sol nas horas mais amenas do dia, preferencialmente na parte da manhã.

       Para ver as dicas de multiplicação da muda já formada clique aqui e para mais dicas sobre o cultivo do morangueiro clique aqui. Vou continuar acompanhando o desenvolvimento dessas mudas e compartilho todas as novidades aqui no blog e na página do Jardinet no Facebook ok!


Continue lendo para saber mais sobre:


Siga o Jardinet nas redes sociais e fique por dentro das novidades com várias dicas de cultivo!

Gostou das dicas? Então compartilhe este post com seus amigos e ajude na preservação da natureza!

Aprenda a fazer seu próprio composto orgânico!

Cenouras cultivadas no composto orgânico




Hoje vou compartilhar com vocês a forma que estou utilizando para reciclar meu lixo orgânico e produzir um ótimo composto para as minhas plantas. 
 
       O húmus que estou produzindo ainda não é o de minhocas, mas os resíduos que estou utilizando são os mesmos que você poderá utilizar para o minhocário. Esse húmus sem as minhocas no processo também é muito bom, porém é mais demorado. Com o "serviço" das minhocas o composto fica pronto em cerca de 1 mês, sem as minhocas leva cerca de 3 meses.

Composto orgânico

Para começar defina o recipiente que você irá utilizar para produzir a compostagem. 

       Esse recipiente pode tanto ser uma composteira industrializada como um simples pneu ou até uma garrafa pet. Aqui faço a pilha em pneus ou direto nos vasos que mais tarde acomodarão as mudas. Os vasos que costumo usar para esse fim são na realidade latas de tinta de 18 l vazias.  

       O importante é que o vasilhame que você irá utilizar tenha furos no fundo para drenar o chorume. No caso da composteira feita com pneu por exemplo você não irá juntar o chorume ele escorrerá direto para a terra do canteiro adubando a terra. Esse chorume não é tóxico.

Onde montar a composteira?

       Escolha um local sombreado do jardim e onde o solo não fique encharcado no tempo da chuva. Se a composteira for em pneu aí tem que ficar no local definitivo.

Resíduos orgânicos

Separe os materiais que irão na composteira

       Ainda na cozinha, reserve um recipiente com tampa para que você possa acumular o lixo orgânico. Esse recipiente pode ser um pote vazio de sorvete, margarina, whey... Aqui utilizo um recipiente que acomoda o lixo de 2 ou 3 dias. Isso evita que você tenha que ir todos os dias até a composteira para repor os resíduos.

Restos de podas e folhas secas

       No jardim vá juntando para secar os restos de podas e folhas secas. Esse material "seco" vai ajudar a balancear o composto.

Quais os tipos de resíduos podemos utilizar

       Restos e cascas de frutas, verduras e legumes. Filtros e borra de café, grãos, sementes e saquinhos de chá usados. Casca de ovos, quebre-as grosseiramente para acelerar o processo de decomposição.

O que evito ou uso pouco 

       Restos de comida, por causa do sal e da gordura, e cascas de frutas cítricas como laranja e abacaxi.

O que não podemos utilizar

       Carnes, leite e derivados, alimentos gordurosos, casca de limão, papéis com tinta e serragem de madeira envernizada ou pintada. Esse tipo de resíduo, além de atrair insetos e roedores ainda prejudica as minhocas caso elas estejam no composto.

Qual a proporção ideal entre os resíduos secos e úmidos?
     
       A proporção de resíduos que você coloca na caixa é que será responsável pela estabilidade do composto. Um composto estável não cheira mal e não atrai insetos. Para cada parte de material úmido você deve adicionar duas partes de material seco. Respeitar estas proporções é indispensável para o sucesso da compostagem.

Solucionando possíveis problemas:

       Composto com mau cheiro: Isto é um sinal de que há excesso de umidade, para balancear basta misturar mais partes secas como folhas secas ou terra e não deixe sua composteira no sol.

       Falta de umidade: Se pelo contrário o seu composto estiver muito seco você deve adicionar mais resíduos orgânicos ou borrifar um pouco de água. O composto deve ter aquele jeito de terra molhada mas não deve pingar ao apertá-lo.

     Agora vá formando pilhas com os resíduos até que tudo fique com uma aparência homogênea de terra. Pronto agora é só utilizar nos vasos e canteiros!

Continue lendo para saber mais sobre:


Siga o Jardinet nas redes sociais e fique por dentro das novidades com várias dicas de cultivo!

Gostou das dicas? Então compartilhe este post com seus amigos e ajude na preservação da natureza!

Defensivo orgânico contra pulgões com óleo de neem

Hibisco dobrado
Pulgões

Hoje você vai aprender a identificar e combater essa praga tão comum nas nossas hortas e jardins!

       Mas porque eles aparecem? Os pulgões são pragas bem comuns e em alguns casos, podem até passar despercebidos. Mas quando a sua planta está fora das condições ideais de cultivo, tem alguma carência nutritiva ou passa por estresse hídrico (falta de regas) ela fica mais susceptível ao ataque dessa praga.

Pulgões e formigas

       Geralmente os pulgões são bem pequenos, têm a coloração bem semelhante à das folhas e atacam principalmente os "brotos" e botões florais. Para dificultar ainda mais sua localização eles ficam escondidos por debaixo da folhagem. Um indício fortíssimo da presença de pulgões são formigas passeando nas folhas, ainda mais se a planta não tem flores ou frutos.
 
Pulgões verdes e marrons

       Existem várias receitas caseiras para a eliminação dessa praga, geralmente elas levam em sua composição cebola, alho, pimenta e sabão de coco. A receita de hoje eu trouxe do blog Saberes do jardim da amiga Bruna. Lá ela optou pelo uso do óleo de neem que é um defensivo orgânico e muito efetivo no combate de pragas da horta e do jardim.

Aminofértil óleo de neem
Óleo de neem - Defensivo orgânico


       Como e quando utilizar? O defensivo deve ser aplicado moderadamente nas folhas afetadas a cada dois ou três dias e sempre no final da tarde. Esse detalhe é super importante pois o contato do sol nas folhas com defensivo pode "queimar" a planta.

A Receita...

Para um borrifador de 500 ml:

– 1 colher de sobremesa rasa de detergente neutro ou de coco ou 10g de  sabão de coco em barra dissolvido em água morna. Se sobrarem pedaços do sabão não há necessidade de esperar que todos se dissolvam, basta coar.

– 1 tampa (a do próprio frasco) de óleo de neem.

– 1 tampa de álcool (também pode ser usada a do próprio frasco).

Se não for para aplicar em tomateiros também pode adicionar 

– 250ml de calda de fumo. No preparo dessa quantidade use somente 1/4 do saquinho, cerca de 12 gramas.

Coloque tudo isso no borrifador e complete com água.

       Ah e não se esqueça de que mais importante que combater as pragas é descobrir o porquê delas estarem aparecendo. No caso também de optar por um defensivo químico procure no rótulo a frase "jardinagem amadora" pois estes costumam ser mais seguros. Algumas marcas conhecidas que comercializam estes produtos são a Aminofértil, Vitaplan e Dimy.

Continue lendo para saber mais sobre:


Siga o Jardinet nas redes sociais e fique por dentro das novidades com várias dicas de cultivo!

Gostou das dicas? Então compartilhe este post com seus amigos e ajude na preservação da natureza!

Como fazer mudas de roseira por estacas passo a passo

Como fazer mudas de roseira
Mudas de roseira

Hoje vou mostrar o passo a passo da estaquia da roseira e falar mais um pouco sobre esta técnica tão comum na propagação das plantas.

       Para a estaca, você pode utilizar galhos semi-lenhosos de aproximadamente 40 cm. Esses galhos, são os de espessura média, nem muitos jovens (ponteiros) e nem muito velhos. Depois basta retirar todas as folhas da base e plantar pela metade.

Estaquia de rosas

       A terra que você vai utilizar pode ser a própria terra do seu jardim adicionada de matéria orgânica. Uma boa proporção é de 2 partes de terra para 1 parte de esterco bovino bem curtido. As roseiras se dão super bem com esse adubo. Misture o esterco na terra mais ao fundo do recipiente, isso evitará a proliferação de fungos na superfície do substrato.

Muda de rosas por estaquia

       Antes de plantar molhe bem o substrato, até que a água saia pelos furos de drenagem do vaso. Depois você pode regar todos os dias para manter a umidade só que com uma quantidade menor de água . Use um copinho descartável de 80 ml. Esse cuidado serve para que a planta receba uma quantidade de água adequada mas sem encharcar o solo. Se a terra estiver com uma drenagem ruim a estaca começa a se decompor e não pega. Se você tiver aí no seu jardim um cantinho sombreado e úmido, pode ser debaixo de uma árvore com plantas em volta, esse é o melhor lugar para as estacas pegarem!

Mudas de rosa

       O melhor período que encontrei para propagar as roseiras foi no início da primavera pois a planta está em pleno desenvolvimento vegetativo e as raízes nascem com facilidade. Mas se em sua região não for primavera ou não estiver chuvoso você pode tentar a propagação utilizando as estufas caseiras. Você pode ver o post que falo das estufas clicando aqui. A muda deve ficar neste mesmo recipiente até que as raízes saiam pelos furos de drenagem do vaso e hajam novas brotações. Depois você poderá transplantá-la para o local definitivo.

Mini-rosa

E boa sorte com suas roseiras! 


Continue lendo para saber mais sobre:


Siga o Jardinet nas redes sociais e fique por dentro das novidades com várias dicas de cultivo!

Gostou das dicas? Então compartilhe este post com seus amigos e ajude na preservação da natureza!

Como plantar cenouras em vasos desde a semente!

Cenoura planeta - Topseed


Essa espécie é de fácil cultivo, tem sabor mais adocicado do que as cenouras tradicionais e seu porte reduzido é ótimo para o cultivo em vasos! 

       As sementes, semeadas no início do outono, levaram apenas 1 semana para germinar, mas dependendo da estação do ano e do poder germinativo das sementes elas podem demorar um pouco mais. 

topseed
Cenoura planeta

       Após 20 dias elas já estavam bem enraizadas e prontas para irem ao local definitivo. Aqui, por conta das experiências, prefiro fazer desta forma mas você pode semeá-las direto no local definitivo que vai dar certo do mesmo jeito.

Cenoura Planeta pronta para a colheita

       Na preparação do substrato utilizei uma parte de terra comum, uma parte de matéria orgânica direto da composteira e mais uma parte de esterco bovino bem curtido. O vaso em que cultivei era bem pequeno, menos de 2 l, e assim as regas tiveram que ser diárias. Sol direto por pelo menos 4 h e sombra nas horas mais quentes do dia. Para conseguir esse "ambiente perfeito" deixei os vasos debaixo de um pé de mamão que fez esse processo de filtragem do sol.

       Após cerca de 2 meses as cenouras já estão prontas para a colheita. As folhas também podem ser usadas na preparação de caldos, sopas e saladas. Caso opte por descartá-las você ainda pode reaproveitá-las na compostagem!

Continue lendo para saber mais sobre:


Siga o Jardinet nas redes sociais e fique por dentro das novidades com várias dicas de cultivo!

Gostou das dicas? Então compartilhe este post com seus amigos e ajude na preservação da natureza!

Como fazer mudas de Goji Berry por estaquia

Como fazer mudas de goji berry orgânico
Goji Berry









Hoje você vai aprender como é fácil fazer mudas do famoso Goji Berry por estaquia!

       As mudas feitas a partir deste método, não só mantém as mesmas características da planta "mãe" como também se desenvolvem e frutificam muito mais rápido!

       Para as estacas você vai precisar de ramos com aproximadamente 20 cm. Fiz testes com os ponteiros, que são esses galhos mais novos nas pontas dos ramos, e também com os ramos semi-lenhosos, que seria a parte central do ramo. Nos dois casos obtive bons resultados.

Plantio de Goji Berry Brasil
Mudas de Goji Berry com mais de dois anos de cultivo
    
       O substrato para a formação das mudas pode ser o mesmo usado no plantio orgânico. Geralmente preparo com 1 parte de terra + 1 parte de composto orgânico + 1 parte de esterco de curral bem curtido. Mas você pode usar a própria terra do jardim para fazer as mudas, na ocasião do transplante para local definitivo, aí sim você precisará de uma terra bem fértil.

Brotações das estacas de Goji Berry

       Depois de preparar o substrato, molhe-o bem até que a água escorra pelos furos de drenagem do vaso. Depois é só enterrar as estacas pela metade e levar para um local arejado mas sem luz solar direta. Debaixo de uma árvore no jardim seria um bom local para guardá-las, elas inclusive podem ficar aí nos primeiros meses para que recebam luz filtrada do sol e também sejam protegidas das chuvas fortes.

       Os ramos do Goji brotam de dentro da terra formando uma espécie de touceira como na segunda foto, sendo assim você pode plantar mais de uma estaca por vaso.
 
Cultivo
Mudas de Goji Berry feitas por estaquia
       E por último, espere até que as chuvas em sua região sejam constantes, essa época é perfeita para as estacas pegarem, mas se não estiver chovendo e ainda assim você quiser tentar poderá colocá-las na estufa com garrafa pet que já mostrei aqui no blog. Outras dicas como a preparação do substrato, do adubo bovino e muitas outras você encontra no final do post.

       No mais, não deixe o substrato secar e nem encharcar. De um modo geral, quando observar que a superfície está começando a secar regue com pouca água. Entretanto, a frequência e a quantidade de água usada nas regas deve estar de acordo com o clima de sua região. E boa sorte com suas mudas de Goji Berries!!!

Continue lendo para saber mais sobre:


Siga o Jardinet nas redes sociais e fique por dentro das novidades com várias dicas de cultivo!

Gostou das dicas? Então compartilhe este post com seus amigos e ajude na preservação da natureza!

Como fazer mudas de morango por mergulhia

Morango sensação

Quer aprender como multiplicar a sua muda de morango rapidamente? Se a sua resposta é sim, então hoje você vai descobrir como é fácil!

       Em novembro do ano passado comprei essa mudinha de morangueiro. Inclusive fiz um post que você pode conferir clicando aqui, onde conto todos os detalhes da compra feita pela internet, vale a pena conferir! A partir dessa muda gerei outras dezenas delas, isso mesmo, dezenas.

Mudas de morangueiro

       Como vocês podem ver no esquema da foto acima, cada muda de morangueiro, inclusive as bem novas, lançam esse "caule" que chamamos de estolho ou estolão

Estolão do morangueiro começando a emitir raízes
    
       O estolão por sua vez quando alcança cerca de 20 cm começa a emitir novas raízes que inclusive se "plantam" até sozinhas na terra. E esse detalhe é importante porque se você tentar enterrá-lo antes do tempo, ele vai sair do lugar. Por outro lado, assim que perceber a formação das raízes é interessante "conduzi-lo". Para isso use uma pedrinha ou faça um ganchinho de arame para que ele enraíze exatamente no local que você escolheu. Não se preocupe com essa fase! Como eu disse anteriormente, eles se plantam até sozinhos!

Novas mudas de morangueiro

    
       Do plantio à colheita são cerca de 4 meses. Entretanto, se você começar o cultivo muito cedo, no verão por exemplo, aí vai levar mais tempo, isso porque o morangueiro, pelo menos as espécies que cultivei, só frutificam no inverno e na primavera.

       O assunto do morangueiro não para por aqui, além do post que já publiquei e você pode conferir clicando aqui, ainda pretendo fazer mais um post sobre o cultivo, inclusive na garrafa pet! Siga a página do Jardinet no Face e fique por dentro destas e de muitas outras novidades!

Continue lendo para saber mais sobre:


Siga o Jardinet nas redes sociais e fique por dentro das novidades com várias dicas de cultivo!

Gostou das dicas? Então compartilhe este post com seus amigos e ajude na preservação da natureza!

Como fazer mudas de Brinco-de-princesa

Sementes de flores Feltrin
Como fazer mudas de Brinco-de-princesa

Quer aprender a fazer mudas dessa planta de flores belíssimas e super atrativas para os beija-flores?

       Há duas formas de propagação do brinco de princesa. A primeira e menos indicada é através de sementes. A segunda, e a que mais uso por aqui, é por estaquia da ponta dos ramos. Para a estaquia, ramos de 8 à 10 cm já são suficientes, você pode inclusive utilizar os ramos das podas para fazer as estacas. Retire as folhas da base deixando apenas umas 2 ou 3 folhas e procure ramos sem flores. Se não conseguir corte os botões florais.
Estaquia do brinco-de-princesa em sementeiras

       Depois é só plantar o raminho num substrato bem úmido e protegido do sol direto. Lembre-se também de usar um recipiente com furos no fundo para drenar o excesso de água. Quando a estaca começar a produzir novas folhinhas e raízes é sinal de que ela já "pegou" daí é só transferi-la para um vaso maior e o crescimento dela a partir daí é muito rápido

Como fazer a propagação da brinco de princesa
Uma semana após a transferência para o vaso

Obs: Faça as estacas quando o tempo estiver mais úmido, pois assim ficará mais fácil delas "pegarem". O tempo da chuva é o melhor momento!

       Caso opte pela propagação por sementes, espere até que o frutinho esteja bem maduro, retire as sementes e lave-as em água corrente para retirar a polpa do fruto. Para semeá-las coloque-as numa sementeira ou recipiente com furo no fundo para a drenagem de água e cubra as sementes com uma fina camada de terra. Deixe a sementeira em local bem iluminado sem luz solar direta e boa sorte com suas sementes!

Como semear as sementes do brinco-de-princesa?
Fruto com sementes do brinco-de-princesa


Continue lendo para saber mais sobre:


Siga o Jardinet nas redes sociais e fique por dentro das novidades com várias dicas de cultivo!

Gostou das dicas? Então compartilhe este post com seus amigos e ajude na preservação da natureza!
Isaías 55:10-11 - "Assim como a chuva e a neve descem dos céus e não voltam para ele sem regarem a terra e fazerem-na brotar e florescer, para ela produzir semente para o semeador e pão para o que come, assim também ocorre com a palavra que sai da minha boca: Ela não voltará para mim vazia, mas fará o que desejo e atingirá o propósito para o qual a enviei."